artigos relacionados

Uma nova área de atuação

E vamos pegar um café para começar, porque hoje eu estou com a corda toda.

Sábado fui ao supermercado que fica dentro de um shopping aqui no Rio e percebi que além de ter um funcionário medindo a temperatura em cada porta de entrada, colocaram um no estacionamento também. Até dois anos atrás essa função não existia.

É claro que eu fiquei pensando em quantas profissões surgiram ao longo do tempo, quantas ainda vão surgir daqui para frente e quantas vão simplesmente acabar. Não dá, gente, não dá mais para tapar os olhos e achar que teremos o mesmo trabalho a vida toda. A gente muda, o mundo muda e quando menos se espera vem uma pandemia para mandar a gente acordar.

Ou a gente acorda agora ou vai viver mais sei lá quantos anos super chateado porque não deu certo.

Eu tenho observado esse cenário com pessoas da minha idade, primeiro a crise dos 30 anos e agora a crise dos 40 anos. As frases são sempre as mesmas: “eu já tenho 40 anos e parece que não fiz nada”. “Trabalhei a vida toda e ainda não deu certo para mim”. Meu coração chega a doer aqui quando escuto isso das pessoas que eu amo.

E o que mais me assusta é que na grande maioria das vezes, essas pessoas estão em áreas que estão em baixa e ao invés de olhar para o mercado, buscando o que está crescendo e o que é tendência. Fica reclamando como se a vida já fosse acabar, entende? E o descontentamento vira um padrão e a pessoa passa a sobreviver, como se vivesse num mundo preto e branco.

É tanto talento que vejo guardado por aí. No final de semana, batendo um papo com uma amiga, que trabalha como vendedora, vi explodindo nos olhos dela a paixão por servir, por ver o produto que ela entrega gerando resultado e felicidade em quem compra. Pedi que ela me falasse mais e ela me deu uma aula sobre venda, lindo de ver. Ela treina todos os vendedores da empresa, estuda muito sobre técnicas de vendas e se tornou especialista na área. Mas dentro do coração permanece aquele sentimento que não foi além disso.

Só fiz uma pergunta: Já pensou em ensinar as técnicas de vendas que você aplica há 18 anos? Ela me olhou de volta e respondeu: Nunca!

Entende como os talentos estão do lado de dentro? Você fica buscando do lado de fora e a vida acontece esperando o momento eureka de reinventar a roda. Não funciona assim.

Se pergunte: o que falta? Na maioria das vezes é pegar aquilo que você já sabe e melhorar, transformar em algo novo, se especializar em alguma instituição que vai te levar além. É transformar seu talento em algo que realmente te faça crescer e evoluir como pessoa, para que você sinta no seu coração que é possível ter um grande futuro profissional. É colorir a sua vida.

Foi assim que conheci um pouco mais sobre a profissão do Internacionalista. Uma área que está super em alta e pode atuar em várias frentes, porque com a pandemia as barreiras foram quebradas e você pode exercer diversas atividades, como por exemplo: Câmbio, Criptomoedas e abertura de empresas internacionais; Importação, exportação; Internacionalização de cidades e empresas; Internacionalização de eventos (captação de recursos para feiras, shows, patrocínios e etc.); Meio Ambiente e captação de recursos internacionais para projetos sustentáveis; Negócios e vendas internacionais (soja, milho, ouro, petróleo); Paradiplomacia (representação internacional de Estados e municípios); Seguros internacionais (cargas, navios petroleiros, contêineres e etc.);  Entre outras.

Observa que é uma área que abrange outras áreas? Você está aí sem muita perspectiva para o futuro, dá uma olhada nas oportunidades que estão abrindo na área de relações internacionais. O mundo mudou, cabe a nós acompanhar essa mudança e fazer alguma coisa.

E eu conversei com um dos fundadores da ENFRI® – Escola Nacional de Formação em Relações Internacionais e entendi que foi devido a todas essas mudanças que estão acontecendo no mundo, que decidiram criar o MBA em Relações Internacionais . Uma instituição de ensino fundada pela ANAPRI, com DNA USP , que segue as novas tendências da profissão e que capacita profissionais para atuar no mercado internacional.

E eu consegui um desconto de 15% para você fazer seu MBA em Relações Internacionais na ENFRI. É só acessar o site da ENFRI e usar o cupom: TICYANA_ENFRI_15_OFF

Porque aqui é assim, a gente conversa, toma café, reflete sobre a carreira, sobre a vida e ainda ganha desconto.

Eu disse que estava com a corda toda.

Beijo no ♥

Ticy